A vaidade arrasou a vida económica desta Blogueira

Gostaria de iniciar este texto com uma reflexão: até onde chega a vaidade do ser humano e a necessidade de parecer “legal” nas redes sociais? Bom, vamos contar a história de Lissette Calveiro, que se mudou de Miami para Nova York. Ela impôs, para si, a missão de ter um Instagram incrível! Em 2013, a influencer […]

via Blogueira se endividou em US$ 10 mil para ter o Instagram perfeito — Loucuras de Julia ♥

assi11111

Mulheres Portuguesas esconde-se atrás das redes sociais

Imagens e Texto site Claudia

Talvez você tenha notado uma mudança – mesmo que ainda tímida – nas redes sociais: menos barriga tanquinho, mais corpos reais e clima de liberdade. As hashtags reforçam o movimento. Somente no Instagram, elas somam mais de 6 milhões de menções, tais como #amesuascurvas, #ameuseucorpo, #foradopadrão, #corpãoquerido, #meucorpodeverão, #positividadecorporal ou, ainda, em inglês #bodypositive.

Geralmente acompanham fotos de mulheres que caminham na contramão das celebridades com corpo escultural e das musas fitness. O posicionamento expressa um olhar mais carinhoso para as próprias características sem se importar com padrões.

Aos poucos, tamanho da etiqueta, celulite, estrias, flacidez e acne em evidência deixam de ser motivo de vergonha.

A atitude já se fazia mais do que necessária. Em 2017, a Royal Society for Public Health, do Reino Unido, analisou o comportamento de cerca de 1,5 mil jovens, de 14 a 24 anos, e concluiu que o Instagram é a rede social com maior impacto negativo na saúde mental nessa faixa etária. Sete em cada dez participantes da pesquisa disseram que o aplicativo havia feito com que apresentassem maior rejeição a si mesmos.

Continue reading “Mulheres Portuguesas esconde-se atrás das redes sociais”

Depressão sintomas e a sociedade Portuguesa

Resultado de imagem para IMAGENS MULHERES DEPRIMIDAS

Texto retirado do Blog Miguel Lucas

Texto sobre a depressão muita pessoas em Portugal eu insisto neste tema, sobre os Portugueses apesar de ser Portuguesa a muitos aspecto na sociedade Portuguesa que não gosto:

1- Vem a depressão com preconceito… Como é possível ver uma doença com preconceito no século 21? As pessoa que sofrem de depressão não está doente porque querem…

2- Olham as pessoas que sofrem de depressão com pena delas ou afastam o olhar da pessoa como se ela ou ele fosse um perigo para a sociedade, afirmo o que escrevi como já escrevi no blog sofro de uma depressão, e vejo o olhar que estou a descrever porque o sinto na pele, é horroroso.

3-Ou não acreditam que a pessoa está doente porque não se vê, ou pesam que a pessoa é fraca tem falta de força de vontade, não faz porque não quer…

Obsv: Estes 3 pontos que escrevi irritam me solenemente sinto uma impotência é algo que não sei lidar gostava de poder abrir a mente destas pessoas pequenas mas não consigo, talvez ao colocar a palavra no blog Depressão Portugueses O GOOGLE Faça UMA PESQUISA E ENCONTRE O MEU BLOG E OS PORTUGUESES CONSIGAM LER ESTE POST. Se assim for já consegui contribuir para algo em portugal. 

Imagem relacionada

Se você sofre de depressão ou conhece alguém que sofre, provavelmente sabe que quando as pessoas estão realmente deprimidas, elas têm um forte desejo de ficar na cama, de não ouvir ninguém, de não fazerem nada, como se existisse uma paralisia da vontade. A força de vontade para fazer o quer que seja fica “congelada”. Então é usual as pessoas deprimidas terem um forte impulso para ficarem durante períodos muito longos deitadas na cama. Isto acontece porque qualquer atividade ou tarefa torna-se uma provação dolorosa, mesmo coisas tão simples como tomar banho ou vestir-se são alvo de grande esforço. O quarto, e mais especificamente a cama são a localização na casa mais associado com a inactividade.

Mas porque razão uma pessoa aparentemente saudável fisicamente não consegue tirar o seu corpo da cama? Porque razão isso acontece?

 

 

A VONTADE PARALISA

Continue reading “Depressão sintomas e a sociedade Portuguesa”

Tios e Betos de Cascais e sua definição PART I

Imagem relacionada

Na nossa sociedade temos 3 tipos de “Betos” Ou “Tios”, os mais conhecidos são os de Cascais, mas a mais, 2 zonas os de Sintra outro estilo e os de Lisboa também um estilo diferente. Hoje deixo 2 conceitos que definem os Coitados de Cascais, Coitados sim e eles nem sabem…

Imagem relacionada

Pedante é um adjectivo que resulta da língua italiana e que faz referência à pessoa altiva, pretensioso e presumida. O pedante é um sujeito que gosta de se gabar e de se vangloriar da sua alegada superioridade em determinados âmbitos da vida.

Exemplos: “Esse rapaz é um pedante, pois está sempre a dizer que é o melhor jogador de futebol do seu bairro”, “Não suporto os pedantes que se julgam mais importantes do que aquilo que são”, “Apesar do seu talento único, o músico nunca se mostrou pedante diante dos seus colegas”, “O pedante esconde o seu sentimento de inferioridade e a sua baixa auto-estima atrás de palavras presunçosas”.

Continue reading “Tios e Betos de Cascais e sua definição PART I”