Significado de 4 palavras

mulher ler

O  significado das palavras mais usadas em poemas

Luxuria

A luxúria vista como um vício é o oposto da castidade, e é vista como uma satisfação desregrada dos desejos sexuais. Para muitas pessoas, a lúxuria tem uma conotação negativa, porque indicam que usar a capacidade sexual sem a razão causa o desprestígio das características únicas da sexualidade.

Vários autores também afirmam que a luxúria prejudica o desenvolvimento harmonioso da personalidade, porque atua como uma força contrária em relação à dignidade do ser humano.

De acordo com o catolicismo, a luxúria é um dos sete pecados capitais, porque indica uma atitude de amor aos prazeres da carne e a comportamento sexuais exagerados e muitas vezes promíscuos. Quem vive uma vida de luxúria é classificado como luxurioso ou lascivo.

Relativamente ao mundo artístico, a palavra luxúria é frequentemente um tema abordado em músicas e livros.

Libertanagem

Alguém que exerce libertinagem é alguém devasso, dissoluto, licencioso (que abusa da liberdade), ímpio, insubordinado e que não é submisso. Em alguns casos também pode ser considerado como um livre-pensador. Libertinagem também pode ser associada à incredulidade religiosa. Um dos casos mais comuns de libertinagem é quando uma pessoa se entrega inconsideradamente aos prazeres sexuais.

A libertinagem é um mau uso da liberdade de um indivíduo, é a extrapolação da liberdade, e quando isso acontece, os limites são ultrapassados e a integridade física, emocional ou psicológica de outra pessoa é posta em causa. A libertinagem leva a uma falta de respeito pelo próximo, e indica falta de dignidade e bom caráter.

Liberdade e Libertinagem

Muitas pessoas confundem liberdade com libertinagem, usando essa confusão para excederem os limites sem sentirem peso na consciência. No entanto, o conceito de liberdade e libertinagem variam de pessoa para pessoa, dependendo dos valores morais que regem as suas vidas. Saber a exata fronteira entre liberdade e libertinagem é um tópico que tem sido discutido e pensado durante muitos anos. Por exemplo, ter relações sexuais com um/a parceiro/a diferente todas as noites pode ser considerado como liberdade para alguns e libertinagem para outros.

Muitos desses poemas possuem um estilo confessional e apresentam humor, novidade, requinte musical e sensualidade, que incutem na obra uma elevada intensidade emocional.

Volupia

Frequentemente a palavra volúpia está relacionada com uma vertente sensualdeleite carnal ou com a lascívia. Apesar disso, volúpia também pode indicar prazer moral ou contentamento espiritual.

O termo volúpia tem origem no latim voluptas que indicava prazer ou o ato de se deliciar, muitas vezes de forma excessiva.

Uma das manifestações artísticas mais conhecidas com esta palavra é o poema “Volúpia”, da autoria da poetisa portuguesa Florbela Espanca.

Concupiscencia

Etimologicamente, este termo se originou a partir do latim concupiscens, que significa “o que tem um forte desejo”, que deriva da palavra concupera, que quer dizer “ter forte desejo”.

De acordo com algumas doutrinas religiosas, como o cristianismo, por exemplo, a concupiscência é sinônimo de libertinagem ou lascividade carnal. Esta ação, consequentemente, é tida como um pecado.

Concupiscência da carne 

A concupiscência da carne, no âmbito religioso, caracteriza o uso do desejo e prazer sexual como único sentido para a vida.

Este comportamento seria de desagrado para Deus, segundo os religiosos.

A bíblia cristã ainda fala sobre a “concupiscência dos olhos”, que seria o desejo pecaminoso do prazer carnal praticado na imaginação das pessoas.

Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo. Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre.” (1 João 2: 16-17). 

signature

Posted by

Blog sobre moda, beleza, Dicas Style. Marketing digital, técnicas bloggers e muito mais espero que gostem das Dicas da blogueira Portuguesa Moda á Portuguesa...

Deixar uma resposta